Por que FELICIDADE é tão procurado pelas empresas?

Há alguns anos, pesquisas entre profissionais felizes e “não felizes” mostram uma diferença gritante entre seus desempenhos. Médicos felizes são 3x mais inteligentes e criativos, o que lhes dá uma capacidade maior em acerto de diagnósticos em tratamentos. Vendedores felizes fecham 56% mais vendas. Gestores felizes aumentam significativamente a eficácia e reduzem o estresse no ambiente de trabalho. Colaboradores felizes tem maiores desempenhos e salários mais altos, além de reduzirem 15 dias/ano o afastamento por doenças. Além disso, os mais felizes são:

25% mais eficientes;
47% mais produtivos;
50% mais motivados;
82% mais satisfeitos;
108% mais engajados, quando comparados com colaboradores “não felizes”.

Se você fosse um empresário, sabendo disso, também não iria correndo procurar mais sobre o assunto? Essa é só uma das inúmeras pesquisas pelo mundo sobre esse novo velho tema: FELICIDADE.

Hoje, no Brasil, há poucos especialistas na área, por isso a maioria das informações tem vindo de fora, em especial Estados Unidos, pioneiros em treinamentos corporativos, palestras motivacionais e desenvolvimento humano dentro das empresas, afim de extrair o máximo dos seus colaboradores.

Em minha palestra “A Margem de Lucro de FELICIDADE” mostro exatamente o que os colaboradores precisam fazer para alcançar a felicidade. A linguagem é personalizada para a classe e o público em questão.

Hoje vivemos na era da informação que em meio a tantos benefícios, os malefícios não demoraram a aparecer. Com tanta informação disponível, fica difícil escolher qual caminho seguir. Então, as pessoas tem iniciado um caminho, logo veem outro e mudam a trajetória, encontram uma dificuldadezinha e partem para outro lado, oposto. Como nenhum resultado é imediato, essas pessoas, por motivos óbvios, não tem alcançado resultado nenhum em suas buscas e vem se tornando cada vez mais frustradas, sobrecarregadas, infelizes e por consequência disso, IMPRODUTIVAS. Agora, imagine isso acontecendo com sua equipe?

Quando entendemos que os problemas não são somente competências técnicas, mas sim falta de energia, meios e recursos para colocar em prática seu conhecimento, entendemos que o poder está no comportamento. E uma vez que entendemos que a felicidade é um conjunto de comportamentos que dará sentido e assim fará com que tais pessoas estejam livres para trabalhar e viver mais e melhor, temos um caminho a seguir.

Empresas norte-americanas, dentre outras nacionalidades pelo mundo, descobriram esse potencial da felicidade nos seus resultados finais e a chamaram de “a vantagem competitiva da felicidade”.

Na palestra, primeiramente identificamos a felicidade como um desejo universal e definimos, segundo a ciência, o que é felicidade! A ciência explica que ela não se baseia em um conceito apenas, mas sim em um constructo de 5 pilares que são: Engajamento, Emoções positivas, Propósito, Realizações e Relacionamentos de Qualidade. Assim, partimos para o diagnóstico e para a manutenção de cada um deles.

Todas as empresas por onde passamos com a palestra e principalmente com a consultoria em felicidade, chamada de MÉTODO SIM In Company, tivemos resultados absurdamente maiores dos que os atuais. Nenhum outr treinamento surtiu tanto efeito em tais empresas, segundo seus gestores.

Uma coisa já é sabida, FELICIDADE DÁ LUCRO, além de cumprir um propósito incrível em participar na construção da felicidade na vida das pessoas.

O negócio é ser Feliz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *