Como a prática da felicidade pode trazer benefícios para os seus relacionamentos?

Você já questionou sobre a origem científica da felicidade? Pois bem, por mais que não tenhamos sempre isso em mente, é interessante saber que, como tudo que acontece em nosso organismo, a felicidade tem também uma resposta física. Uma pesquisa feita por finlandeses, intitulada “Bodily maps of emotions” conseguiu dados interessantes.

Com 701 pessoas participantes da pesquisa, foram feitos alguns testes e ao final do processo, constataram que a felicidade é a emoção que gera maior resposta no corpo. Todo organismo responde de forma positiva a essa emoção. A felicidade praticada de forma constante, então, é capaz de nos transformar, inclusive em nossos relacionamentos.

Saiba mais sobre a felicidade e como ela é uma prática que beneficia seus relacionamentos!

A felicidade contagia as pessoas

Não é preciso muita experiência de vida para termos histórias nas quais a felicidade de alguém provocou em nós um efeito positivo. Isso, porque esse estado emocional potencializa a nossa motivação, dentre outras emoções, e pode ser capaz de “contaminar” aqueles que estão ao redor.

Somos o resultado das características das pessoas que nos são mais próximas. Por isso, sabendo que temos o potencial de acrescentar esses bons sentimentos e gerar melhores ações, devemos cultivar e espalhar essa felicidade. As redes sociais são um ótimo exemplo, pois as publicações têm o poder de mobilizar as pessoas, principalmente as mais positivas.

Pessoas felizes são mais positivas

Os relacionamentos, principalmente amorosos, não costumam resistir aos climas negativos. Em outras palavras, pessoas muito negativas ou infelizes, não despertam no outro a vontade de estar perto. Lembrando que falamos sobre a felicidade como uma prática, não de cultivar a aparência de casal feliz e ignorar os problemas.

Normalmente, a emoção da felicidade, como já mencionamos, produz no ser humano um estado de maior satisfação, que inclusive contamina as pessoas ao redor. As consequências são: maior facilidade em manter relacionamentos amorosos, principalmente pela positividade e facilidade de conviver com o outro.

A felicidade produz maior tolerância

Quem nunca ouviu aquela velha frase “Pessoas felizes não incomodam”, trazendo para a nossa ideia de felicidade, como algo de base científica, podemos entender que as pessoas que buscam praticar a felicidade vivem melhor com elas mesmas e com as outras pessoas. As consequências são: um indivíduo grato pelo que possui, motivado a buscar melhores coisas e também mais tolerante.

Quando nos tornamos mais tolerantes, por consequência adquirimos habilidades para lidar com o outro. Assim, seja qual for o contexto, familiar, profissional, amoroso, os nossos relacionamentos serão muito mais simples de conduzir. Já que o nosso temperamento nos permite entender o outro e lidar com ele.

Esses são os benefícios que a prática da felicidade pode trazer para os nossos relacionamentos. Quando melhoramos os relacionamentos, conseguimos melhorar também quem somos e o que fazemos. Por isso, busque entender mais sobre a ciência por trás da felicidade e todas as possibilidades de aprendizado que vem com ela. Muito mais do que incentivar emoções positivas, encarar a felicidade por esse viés possibilita a aquisição de maior qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *