A FELICIDADE como diferencial competitivo

Quando você sai de casa e vai à padaria, você prefere que o atendente seja feliz ou infeliz? Daí, você passa no posto de gasolina, prefere que o frentista seja feliz ou infeliz? Então, vai ao banco, vai preferir uma gerente feliz ou infeliz? Um dentista feliz ou infeliz? Médico? Borracheiro? E um VENDEDOR? E a pergunta fundamental é, por que você prefere que esses profissionais sejam felizes?

Sempre faço tais perguntas às pessoas e as respostas não devem ser tao diferentes das que você pensou ai:

  • Porque a energia de uma pessoa feliz contagia
  • Porque a pessoa feliz vai me atender melhor, com mais alegria.
  • Porque sorrisos são capaz de mudar o dia de outras pessoas
  • Porque o dentista ia ser mais cuidadoso e me gerar menos dor, me deixar mais a vontade, etc.

Certamente nós temos um prazer inconsciente em voltar àquele estabelecimento e gastar lá nosso suado dinheiro, não é mesmo?

Então encontramos a solução para um novo modelo de mercado: Aumentar a felicidade dos profissionais! O difícil sempre foi encontrar uma maneira de fazer isso, afinal, como assim aumentar felicidade?

Bom, talvez nossos problemas estejam caminhando para uma solução. Há alguns anos o israelense Tal Ben Shahar, criou em Harvard, a aula que seria em pouco tempo a mais popular daquela e de varias outras universidades pelo mundo, a “Aula de Felicidade e bem-estar”. De lá pra cá, devido a resultados surpreendentes essa aula se espalhou por muitos países e tem sido um sucesso na vida pessoal e profissional de milhões de pessoas.

Pesquisas e mais pesquisas quando comparam profissionais felizes e não felizes, concluíram que:

  • Médicos felizes são 3x mais inteligentes e criativos, o que lhes dão uma capacidade maior em acerto de diagnósticos em tratamentos;
  • Vendedores felizes fecham 56% mais vendas;
  • Gestores felizes aumentam significativamente a eficácia e reduzem o estresse no ambiente de trabalho;
  • Colaboradores felizes têm melhor desempenho e salário mais alto, além de reduzirem 15 dias/ano de afastamento por doenças;

FONTE: (Shawn Achor em: “O jeito Harvard de ser Feliz”.)

Além disso, os mais felizes são:

  • 25% mais eficientes;
  • 47% mais produtivos;
  • 50% mais motivados;
  • 82% mais satisfeitos;
  • 108% mais engajados, quando se comparados com colaboradores “não felizes”

FONTE: (Pesquisa da coach britânica Jessica Pryce-Jones)

Então, fica bem claro que SIM, é possível aprender e aumentar o nível de felicidade nas empresas, e que pessoas felizes são de longe a solução de muitos dos problemas, em especial do varejo, pois uma vez que entendemos a necessidade das relações humanas nesse setor, precisamos nos atentar para o nível de felicidade das pessoas, responsáveis por fazer nossos resultados acontecerem.

No Brasil, o Método S.I.M traz diagnósticos e ferramentas praticas para se aumentar os níveis de felicidade e eu resolvi trazer algumas ferramentas que usadas no dia a dia, tende a virar um habito que certamente aumentará seus níveis de felicidade aumentando sua produção natural de hormônios como serotonina, ocitocina, endorfina dentre vários outros que fisiologicamente, são quem garante sua felicidade e bem-estar.

  • Atividade física regular. Mas qual a melhor? A resposta é: qualquer uma que você consiga se divertir com ela.
  • Alimentação saldável. Determine pelo menos UMA refeição do dia para que seja saudável. Certamente essa quantidade vai aumentando por te fazer sentir a desejada sensação de felicidade e bem-estar.
  • Seja grato conscientemente! Prepare um pequeno caderno próximo à cama e todos os dias, escreva UMA coisa boa que aconteceu no seu dia que você é grato (acordei, com saúde, fiz uma refeição que eu gosto, vi meu filho etc) e logo após UMA coisa “ruim”que aconteceu mas que te fez aprender ou desenvolver algo (meu ônibus atrasou, não vendi nada, meu pneu furou) e logo após escreve o que aprendeu e desenvolveu (resiliência, paciência, habilidade de trocar pneu, habilidade de me virar sozinho, etc.

Faça isso TODOS os dias, pois quando estiver em um dia ruim, leia aquilio que escreveu. Certamente vai se lembrar do quanto você tem muito mais motivos para agradecer do que para lamentar.

Aumente o seu nível de felicidade, pois a frase que fica cada vez mais evidente é “Ter sucesso não te garante felicidade, mas ser feliz te garante o sucesso”.

Renner Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *